Secretário Israelense: “A primeira afronta de Gaza também será a última”

87

No último final de semana, o mundo se assustou com as imagens dos bombardeios provocados pelo grupo islâmico palestino Hamas. Nesta segunda-feira (09) o secretário do gabinete do governo de Israel, Yossi Fuchs, se pronunciou no “X”, e fez uma declaração ameaçadora em relação aos ataques no país.

++PT apresenta projeto para anular impeachment de Dilma; entenda

“A primeira guerra de Gaza também será a última”, escreveu ele no post. O funcionário do governo israelense ressaltou que esta publicação se tratava de uma mensagem pessoal, e não de um comunicado do governo, porém, a imprensa do país tem analisado o peso de suas palavras.

Este mais recente confronto do grupo Hamas contra Israel, tem se mostrado o mais sério dos últimos tempos. Segundo um porta-voz militar israelense, os combates continuavam a decorrer no sul do país e que, em alguns locais, ocorriam conflitos de casa em casa para expulsar os integrantes do Hamas, dos quais cerca de mil estavam envolvidos na incursão e ataques na semana passada.

“De longe, o pior dia da história de Israel. Nunca antes tantos israelenses foram mortos pela mesma mão em um único dia. É como o 11 de setembro ou Pearl Harbor para os Estados Unidos” disse o porta-voz, tenente-coronel Jonathan Conricus.

++Governo acaba com isenção de US$ 50 para compras internacionais; entenda

Segundo fontes do setor da saúde da região, o número de palestinianos mortos pelos bombardeamentos retaliatórios de Israel em Gaza ronda os 415, e há pelo menos 2.300 feridos. O ataque do Hamas já matou cerca de 700 israelenses, além de deixar mais de 2.400 pessoas machucadas.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  , no Twitter e também  no Instagram para mais notícias do PaiPee.