#Confuso: Bolsonaro afirma sobre Fórmula 1 acontecer no Rio e CEO rebate informação

Na última segunda-feira (24), Jair Bolsonaro se pronunciou sobre o Grande Prêmio de Fórmula 1 do Brasil e afirmou que há “99% de chance” de ser sediado no Rio de Janeiro a partir de 2021. Em uma coletiva no Palácio do Planalto, depois de ter se reunido com o governador do Rio, Wilson Witzel, e com o executivo da Fórmula 1, Chase Carey, o presidente eleito discursou.

“Nós não perderemos a Fórmula 1. O contrato vence no ano que vem com São Paulo e eles resolveram retornar a Fórmula 1 para o Rio de Janeiro. Obviamente, ou seria isso ou seria isso a saída do Brasil. […] Noventa e nove por cento de chance, ou mais, de termos a Fórmula 1 a partir de 2021 no Rio de Janeiro”, declarou Bolsonaro. Em seguida, afirma que “ninguém está tirando a Fórmula 1 de São Paulo. Ela está permanecendo no Brasil”.

Após a fala do presidente, foi a vez de Chase Carey dizer algumas palavras. A surpresa é que foi um pouco contraditório com o pronunciamento de Bolsonaro, tanto que afirmou não ter fechado a realização da prova no Rio de Janeiro. Acrescentou que as negociações com São Paulo continuam.

“Estamos vendo a possibilidade de continuar a nossa participação no Brasil a partir de 2021. […] No momento, não temos nada fechado, estamos ainda em negociação. Não queremos eliminar qualquer possibilidade, estamos negociando com Rio de Janeiro, mas também com São Paulo”, afirmou Carey.

Um trecho da entrevista coletiva viralizou nas redes sociais e foca na contradição entre os dois discursos. Entretanto, na parte do vídeo divulgada não aparece o complemento de Bolsonaro, que “ninguém está tirando a Fórmula 1 de São Paulo. Ela está permanecendo no Brasil”. Além disso, ele argumento que é melhor a competição voltar para o Rio de Janeiro “do que ficar em estado nenhum”. Sendo assim, a informação repassada não esta completa e ressalta um discurso #confuso. 

Veja o vídeo que tomou conta na web em que mostra a contradição nos discursos:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Haddad Debochado (@haddaddebochado) em