Produção da CoronaVac será interrompida por falta de recursos

Nesta quarta-feira (12), o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou a suspensão da produção da CoronaVac na próxima sexta-feira (14), por falta de matéria-prima. O instituto aguarda a liberação de 10 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) pelo governo da China para retomar a produção.

+ Saiba porquê você deve trocar sua máscara de pano pela PFF2

Segundo o centro de pesquisa, a relação entre os países pode ter prejudicado o envio dos recursos. “O Butantan aguarda autorização do governo chinês para a liberação de mais matéria-prima necessária para a produção da vacina. Questões referentes à relação diplomática Brasil x China podem, sim, estar interferindo diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos”, declara o instituto.

A autorização do IFA estava prevista para esta quinta-feira (13), mas não há mais um prazo definido. O recebimento de 10 mil litros de insumo seria utilizado na produção de aproximadamente 18 milhões de doses da CoronaVac. Nesta quarta-feira (12), 1 milhão de doses do imunizante foram entregues ao Ministério da Saúde, concluindo o primeiro contrato com o governo federal.