Butantã recebe novo lote de insumos para a produção da CoronaVac

Avião com o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, às 7h25. (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo)
Avião com o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, às 7h25. (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo)

Chegou hoje (10), no Aeroporto de Guarulhos, o segundo lote de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção da CoronaVac, vacina produzida pela farmacêutica SinoVac em parceria com o Instituto Butantã. O voo que saiu da capital chinesa, Pequim, fez escala no Aeroporto de Lisboa, Portugal.

+Mensagem sobre novo cronograma de vacinação no Estado de São Paulo é falsa

A carga de 5,6 mil litros de matéria prima servirá para fabricar mais de 8,7 milhões de doses que servirão ao Plano Nacional de Imunizações (PNI). Com a chegada do novo insumo, o Instituto Butantã soma mais de 18 milhões de doses entregues ao Ministério da Saúde.

Postagem oficial do Governo do Estado de São Paulo sobre vacinas entregues ao Brasil pelo Instituto Butantã. (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo).
Postagem oficial do Governo do Estado de São Paulo sobre vacinas entregues ao Brasil pelo Instituto Butantã. (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo).

A expectativa é que esse lote seja entregue até 23 de fevereiro ao Ministério da Saúde. Até a manhã desta quarta-feira (10), o Brasil soma cerca de 4 milhões de pessoas vacinadas.